segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Marginalização



Diante dos olhos da sociedade
A nossa idade não importa a ninguém
Somos reféns das grandes cidades
Os muros e grades ainda vão mais além

O que vem do sistema do medo e opressão
Transforma em ladrão quem nasceu roubado
Marcado e afastado dos planos de paz
O que a gente faz é mais que esperado

De um lado a justiça atua com a mídia
E nessa novela eu sou sempre o vilão
Mas não mostram a cara do herói fardado
Que rouba do estado e se diz cidadão

Estou tão cansado de apanhar calado
De ser maltratado e sempre excluído
Sou filho bastardo dessa pátria amada
Que sempre idolatra o real inimigo


Ciço .Poeta - 2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário